A Cegueira em minha família- Testemunho

Paz e Graça para todos os amados em Cristo que terão a graça de ler esta pequena mensagem que convosco partilho.
Para aqueles que têm acompanhado o nosso blogue, temos abordado de diferentes formas, aspectos relacionados ao surgimento de seitas e o impacto das falsas doutrinas e da falta de conhecimento nos dias de hoje.
Melhor do que falar, ou escrever, eu tive a graça de viver e sentir a dor da perda de um ente querido, por falta de conhecimento das escrituras.
Eu tenho uma avó, que tem quatro filhos. Neste caso, meus tios. São três meninas e um rapaz. À minha avó, vou chamar de Mara e a uma das minhas tias vou chamar de Carla; que são as pessoas que desempenham os papeis principais nesta história.
A tia Carla, era uma moça bonita, que estava por volta dos seus vinte e nove e trinta e poucos anos. Era a filha mais velha da avó Mara, seguida pela outra irmã de vinte sete a vinte nove anos. Avó Mara, nos seus cinquenta e poucos anos, ficou viúva aos 19 anos, e já com três filhos, provenientes de um casamento prematuro, por volta dos seus 14 anos.
Desde cedo, avó Mara sempre frequentou lugares e esteve envolvida com magia negra e feitiçaria. Quando ficou viúva aos 19 anos, como é ritual em muitas famílias, passou por um tratamento, que segundo uns, serve para não voltar a perder os outros maridos. E, como já se prevê, as suas filhas também passaram a frequentar estes lugares obscuros. As filhas da avó Mara, apesar da idade, ainda não estavam casadas, e esta era uma preocupação para si, e andava de lugar em lugar para solucionar este problema.
Mas, como não podemos prever o dia de amanhã, tia Carla adoece. Ela era uma moça com o peso acima do necessário para a sua idade, ou seja, era uma pessoa gorda, e tinha diabete mas não sabia. Como consequência disto, suas pernas começaram a inflamar. Quando surgiu a preocupação também começaram as andanças de lugar em lugar, primeiro ela e uma amiga foram para um lugar e não tiveram resposta. Depois a tia Carla e a avó Mara procuraram mais um senhor que lhes disse que o tratamento de viúva que tinham feito a avó Mara não tinha sido bem feito e por isso elas não casavam. Depois, mais uma outra pessoa lhes disse que tia Carla discutiu com uma amiga e esta lhe atirou uma tala que estava a lhe provocar a inflamação nas pernas.
Neste corre corre, o quadro de tia Carla ia evoluindo, depois disseram que o mal que lhe tinham causado tinha sido feito na mar; era um feitiço muito grave e só podia ser desfeito no meio do mato, logo, a avó Mara, a tia Carla e mais uma pessoa, deslocaram-se para o meio do mato e lá ficaram por uns dias. A medida que o seu quadro ia avançando o seu dedo da mão inflamou, e lá por onde elas andavam, disseram-lhes que era cobra seca e por isso tinham que cortar o dedo. E lá cortaram o dedo, o que só complicou mais as coisas porque um diabético não pode ter feridas.
E quando ela já estava mesmo grave, levaram-lhe as pressas na sexta-feira passada para o hospital. E ela entra em estado de coma, e foi sendo medicada e na segunda-feira passada, apesar de estar a ser acompanhada, os seus níveis de diabete estavam já muito altos e a sua tensão atingiu um estado irreversível……………E acabamos por perder a tia Carla. Que foi enterrada na quarta-feira última.
Reflectindo seriamente em tudo que aconteceu, simplesmente faltou um elemento essencial, “conhecimento”.
Em João capítulo 14 e versículo 6, vemos que só Jesus é o caminho a verdade e a vida, somente em seu nome podemos ser salvos (Act 4-12), somente pelas suas chagas seremos curados (Is 53-5), somente Jesus há a solução de tudo que nos aflige. E eu tenho a certeza que se a avó Mara tivesse entendido isso há mais tempo teria agido de forma diferente e a minha tia Carla não tivesse que sofrer tanto antes de sua morte prematura, ou talvez nem sequer tivesse morrido. A ordem dos factos não é exactamente essa, mas todos eles são reais.
Compartilho esta trágica história com todos vocês amados porque, muitos de nós já estamos libertos, mas nossas famílias, nossos amigos, vizinhos, colegas……continuam erguendo seu clamor mudo por salvação, e nós continuamos com a nobre missão de anunciar a palavra em resgate de todos aqueles que estão longe de Deus e carecendo da sua protecção. Precisamos nos proteger das seitas, dos falsos profetas, das falsas doutrinas, dos falsos deuses e de tudo que nos possa levar ao inferno.
Jo 16:15-16
E em seguida mandou: vão por todo o mundo e preguem a boa nova do evangelho a todas as criaturas. Quem crer e for baptizado será salvo, mas quem não crer será condenado.
Marcieth Luís.

Comentários

  1. Visitei seu blog. Visite o meu e se gostar podemos fazer uma interação. Um grande abraço na paz e na graça de nosso Senhor Jesus Cristo. http://joaorevela.blogspot.com/

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Comente, deixe o teu ponto de vista mas nao fira susceptiblidades.

Os comentarios com palavrões não serão publicados.

Mensagens populares deste blogue

SERA ERRADO OUVIR MUSICA MUNDANA?

Igreja Mundial em Angola suspeita de lavagem de dinheiro

O HOMOSSEXUALISMO EM ANGOLA